Para Aumentar a Produção

“Para Aumentar a Produção e a Produtividade” é entre os temas mais badalados entre os anos de 1979/1980 do histórico e memorável elitista conjunto musical “OS ÚNTUÉS” de São Tomé e Príncipe e agora rebuscado para a interpretação do músico Tonecas dos Prazeres.

Trata-se dum tema surgiu após período de alguma dificuldade económica afim de estimular o “aumento da produção e da produtividade” em São Tomé Príncipe. Nessa altura, falava-se do do incentivo para que cada santomense cuidasse das suas “glebas” (pequenas propriedades) ou roças no âmbito do “Plano 79”. Era sem dúvida o tema que estimulou bastante a sociedade santomense entre crianças, jovens e adultos para um País mais produtivo, mais responsável pelas causas do desenvolvimento económico do País, sob a base de “Plano Perspectivo”… O histórico conjunto “Os Úntues” não era apenas um conjunto musical mas também tinha uma componente de linguagem pedagógica e sensibilizadora na sociedade… Depois de muitos anos e longe de alcance do olhar público, resta-nos a saudade que através de Tonecas dos Prazeres, homenageia o famoso grupo de São Tomé e Príncipe através do seu repertório além-fronteiras… E, este registo audiovisual, foi graças ao projeto “Vidas Saudáveis e Activas – VISA” promovida por PROSAUDESC (Associação de Promotores de Saúde, Ambiente e Desenvolvimento Socio Cultural em parceria com outras instituições cujo o produto final, aconteceu no dia 14 de Outubro no Largo da Charneca em Lisboa. Um grande espetáculo em a Banda musical de Tonecas dos Prazeres deixou a sua referência no espectáculo Multicultural. Salienta-se que a referida Banda é composta por elementos de origem caboverdiana, brasileira, portuguesa e santomense…

Espectáculo: Multicultural
Produção: Tonecas dos Prazeres
Apresentação, Captação Audiovisial/Edição e PROMO: Celso Soares
Parcerias: Câmara Municipal de Lisboa, Junta de Freguesia de Santa Clara, CulturFACE – Associação Cultural Para o Desenvolvimento
Realização: PROSAUDESC – Associação de Promotores de Saúde, Ambiente e Desenvolvimento Socio Cultural

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *