Home / Atividades / Festejos alusivos aos 40 Anos da Independência de São Tomé e Príncipe

Festejos alusivos aos 40 Anos da Independência de São Tomé e Príncipe

40IndependenciaSTPEvento que se enquadrou nos festejos alusivos aos 40 Anos da Independência de São Tomé e Príncipe o público presente “dançou” também ao sabor da boa gastronomia santomense… Esta iniciativa que aconteceu em Portugal teve entre outros, os apoios da Embaixada São Tome Príncipe, Câmara Municipal de Sintra, STP Airways, grupo empresarial HBD, RTP/África, Nós Por Lá… Tratou-se duma parceria entre as Organizações ACOSP, CulturFACE e a PROSAUDESC. Recordamos que a República Democrática de São Tomé e Príncipe está situada no Golfo da Guiné e foi independente do colonialismo português no dia 12 de Julho de 1975. Além da língua portuguesa, tem três variantes dessa língua – dialetos: fôro ( língua santomé fládo – falada por todo País ) , lunguié (língua da Ilha do Príncipe) e n’golá (língua dos Angolares). Embora o País essencialmente agrícola, tem o turismo como uma das referências para o desenvolvimento desse Arquipélago Africano. Teve as atuações dos artistas santomenses residentes em Portugal Ávaro Gapa, Ju Lima, Telela Fonseca, Sérgio Fonseca Sabino e a banda M.V.4 “Sacode Poeira”…  Aconteceu no domingo  de 12/ Julho 2015 no Parque de Estacionamento de Monte Abraão (junto à estação de comboios), Queluz.

 

Sobre CulturFACE

CulturFACE é uma organização não-governamental, sem fins lucrativos, constituída por um grupo de amigos e profissionais com iniciativas culturais, artísticas e sociais que se uniram com a grande missão de projetarem as mais-valias do mundo lusófono, menos visíveis, em Portugal. O seu nome resulta da fusão dos nomes dos seus principais mentores (inicialmente CulturFACEIS), todos formados em diferentes áreas profissionais, mas partilham ideias comuns no domínio de Acão artística, cultural e propõem produzir eventos com grande visibilidade. Além da realização de atividades pontuais, a CulturFACE tem sido convidada a participar em atividades que permitem a sensibilização artística e cultural de interesse a fim de ajudar na aproximação cada vez mais de vários grupos imigrantes residentes em Odivelas e nas zonas limítrofes da Região de Lisboa. A organização procura ir de encontro às comunidades através de ações que se identificam com os grupos e pessoas dando a importância a relação interpessoal – sociabilidade. Estatuto da Associação Atualização de Estatuto

Veja também

Conversa No Quintal

A ACOSP – Associação da Comunidade de São Tomé e Príncipe deu início a nova temporada de “Conversa No ...